Os modelos de negócio têm se reinventado não só para atender aos novos níveis de exigência dos consumidores, mas também do segmento de atuação em que se inserem. Nesse sentido, estar atento às principais novidades e cenários futuros faz com que seja possível antecipar-se aos desafios de elevar competitividade e qualidade no nível de serviço prestado.

Sobre os desdobramentos futuros, o estudo Global Retail Trends 2018 (Tendências Globais do Varejo 2018), elaborado pela KPMG, apresenta cinco tendências que merecem a atenção dos varejistas pelo mundo.

Top Tendências

1 – A experiência do cliente é mais importante do que nunca – Principalmente como fator de diferenciação e, por consequência, como uma nova métrica com ampla relevância para o negócio;

2 – Inteligência Artificial ganhará mais influência – A previsão é de que em 2020, 85% das transações sejam baseadas em inteligência artificial (IA) e 2018 como o ano em que ela será implantada em larga escala;

3 – A consciência do consumidor continuará crescendo – Nela, se baseará a decisão de compra, assentada em muitos outros fatores e não apenas em preço;

4 – O varejo mundial promete ser aqui e agora – Tendo em vista que as expectativas do consumidor estão muito altas e há muitas possibilidades tecnológicas;

5 – Os dois hemisférios estão se “desenrolando” – O varejo tradicional está expandindo seu alcance e ofertas; já não há limites geográficos e crescem modelos de varejo internacional

O estudo traz ainda dez lições importantes para os varejistas. Você pode acessá-lo na íntegra aqui