Integradores de marketplace são soluções que centralizam informações de diferentes canais em uma plataforma única

Para ficar mais claro, imagine um varejista que tenha um e-commerce próprio e, além disso, comece a vender na Via Varejo e outros marketplaces. Certamente, estamos falando de alguém que lida com um grande fluxo de informações e deve controlar plataformas diferentes, embora o negócio seja um só: as vendas na internet.

O integrador é um software que centraliza dados de estoque desse varejista entre todos os canais, assim como as informações de pedidos, frete e dados gerenciais. Dessa forma, ao acessar o integrador, o varejista poderá visualizar tudo o que precisa, tomando decisões em massa e entendendo, de forma abrangente, o que está ocorrendo em todo o negócio.

Contar com um integrador também é estratégico na hora de vincular os dados de seus produtos com os marketplaces. Isso porque estes softwares conseguem se conectar à plataformas de e-commerces e ERPs, coletando as informações presentes nestes sistemas e replicando-as para os novos canais de venda. Para quem lida com um sortimento muito grande, o ganho operacional no cadastro dos itens é imenso.

Quais funções o integrador de marketplace oferece?

O integrador pode oferecer muitas funcionalidades focadas no cadastro de produtos, controle de estoque, frete e relatórios gerenciais. Veja como essa solução pode ajudar os varejistas que vendem no marketplace:

  • Integração de produtos entre todos os marketplaces e e-commerces;
  • Cadastro de novos produtos com espelhamento em todos os canais;
  • Suporte/orientação para a catalogação de produtos em todos os canais;
  • Centralização de estoque e tabelas de frete;
  • Dashboards, ou seja, “painéis de controle” com insights rápidos do negócio;
  • Criação de regras automáticas de promoção, frete, entre outros;
  • Funções específicas conforme os marketplaces que atende;
  • Relatórios de gestão com resultados por canais, regiões, datas e etc.

O que é importante analisar ao escolher um integrador?

O integrador pode ajudar a gerir o dia a dia do negócio e dar estrutura para o crescimento das vendas, com o aumento de pedidos e exploração de novos canais. Por isso, ao escolher uma solução como essa é importante entender, primeiramente, quais são os players onde você poderá vender.

Alguns integradores possuem parcerias com os principais players do mercado, como Extra, Casas Bahia e Ponto Frio. São grandes marcas que concentram alto tráfego e oportunidades de venda. Se você pensa em vender nestes e outros canais, procure por um software que já integre com todos os marketplaces onde deseja atuar.

Outro ponto essencial é conhecer os ERPs e plataformas homologadas pelo integrador. É importante identificar se ele responde aos sistemas que você já utiliza para gerir seu negócio, pois isso facilitará o acesso às informações de seus produtos e atualização dos dados em todos os canais.

Além destes aspectos, considere também:

  • Clientes que o integrador já atende – procure por empresas relevantes e de tamanhos variados, incluindo as grandes;
  • Estabilidade do sistema – faça perguntas sobre estrutura e funcionalidades do integrador. Busque alguns cases de grandes empresas, para entender como o software se desempenha ao lidar com um alto fluxo de informações;
  • Suporte técnico oferecido pelo integrador – analise se os profissionais são realmente especializados na ferramenta e no mercado de e-commerce, podendo fornecer auxílio técnico e gerencial;
  • Sem cláusula de fidelidade – algumas empresas podem firmar contratos com cláusulas de fidelidade pelo serviço. Isso é pouco flexível e pode gerar transtornos caso fique insatisfeito com o integrador. Priorize sua liberdade e poder de escolha;
  • Integração não intermediada – integrações diretas permitem que sua marca e loja fiquem expostas nos marketplaces e sejam conhecidas pelos clientes, o que é ideal. Já as soluções intermediadas vão destacar o nome do integrador, embora você tenha feito o trabalho de vender, separar, gerenciar e entregar os pedidos.

No mais, escolhendo bem seu integrador será possível ganhar eficiência e agilidade no cadastro de produtos, além de visibilidade gerencial e escalabilidade para crescer vendendo nos marketplaces.

Conteúdo elaborado pela Skyhub, plataforma parceira do Marketplace Via Varejo

Deixe um Comentário